Inscreva-se agora

Conheça Nicolas: de designer a desenvolvedor front-end

Nicolas inicialmente queria entrar no mundo da programação apenas por conta do retorno financeiro, porém, se apaixonou pela área e hoje é desenvolvedor front-end e TA do Le Wagon! Conheça a sua história.

Conheça Nicolas: de designer a desenvolvedor front-end
Apresentando o(a) ex-aluno(a) Nicolas Ambar Teaching Assistant em Le Wagon Mais sobre Nicolas
Compartilhar artigo
 
Meu nome é Nicolas Ambar, tenho 29 anos, sou formado em Publicidade e Propaganda e especializado em design digital. Trabalhava como designer e atualmente estou no Le Wagon como Teacher Assistant.

O que fez você ter o estalo de mudar de carreira e iniciar o Le Wagon?


O mercado. Aqui no Brasil, eu sentia que era muito difícil seguir só como designer, parecia não haver espaço para mim. Além de que era algo que eu não me via trabalhando 8 horas por dia, todos os dias.

Por isso, tentei entender o caminho que eu deveria me levar. Escolhi a programação por conta do retorno financeiro. Imaginava a carreira de desenvolvedor como uma fonte de renda que me possibilitaria seguir com meus hobbies tranquilamente, como tocar música e jogar video-game. Só que no meio do bootcamp, acabei me apaixonando completamente pela programação e, hoje, um dos meus hobbies é construir os sites dos meus freelas. Gostei tanto da programação que utilizei o conhecimento adquirido durante o curso nos meus projetos pessoais.

Quais projetos?


Um deles é o Find Your Plants, um site para comprar plantas do “Plants vs Zombies” e as defender de zumbis, e o outro é o meu projeto final do bootcamp - onde eu mesmo dei o pitch e o pessoal do meu batch votou - é a where2Live, uma plataforma para ajudar pessoas que estão se mudando para uma nova cidade a encontrarem detalhes de bairros e localizações e assim achar um novo lugar para morar de forma segura e prática.

Esses projetos são um grande orgulho para mim, antes eu só conseguia construir o layout do site. Hoje, eu já desenho o layout pensando no código. Consigo fazer ele completo, de ponta a ponta. Quando eu posso mesclar o design com front-end é melhor ainda! Sinto que flui muito mais comigo.

Você mencionou que você queria fazer programação pelo retorno financeiro, além desse, que outros pontos te atraíram para essa carreira? 


Bom, a minha expectativa era ser mais valorizado no mercado de trabalho e, antes mesmo de terminar o bootcamp, já havia conquistado isso. 
Desde o momento em que alterei o meu perfil no Linkedin, não deu nem 2 dias e já estava com mensagens de recrutadores na minha caixa de entrada.

Não imaginava que o front-end estava tão em alta! Na minha carreira de designer eu precisava correr atrás de clientes, mas depois que me formei no Le Wagon, eles que passaram a me procurar.


Antes do Le Wagon você tinha algum conhecimento em programação?


Muito pouco. Sou formado em Publicidade e Propaganda, tinha uma base de front-end, mas nada muito profundo. Embora sempre tenha gostado da programação, por muito tempo achei que não levava jeito. Como eu tentava aprender sozinho, acabava não praticando e esquecia. 
Inclusive, considero uma grande vantagem do Le Wagon, os dois meses de bootcamp em que você não para de praticar!


Se você pudesse deixar uma mensagem para o seu eu antes de realizar o bootcamp, qual seria?


Não demora mais para fazer isso! Faça logo, pois o resultado vai ser ainda melhor do que você espera. Apenas vai!
 
Deseja saber mais sobre o nosso curso de 9 semanas?
Go further illustration

Você tem interesse em estudar no bootcamp de programação número #1 do mundo?

Estamos em 44 ao redor do mundo

Laptop illustration